#MeToo: todas contra o assédio sexual

O ocorrido trouxe à tona algo que deveria ser óbvio: as mulheres sofrem assédio sexual a todo momento. Exatamente por saber desta realidade que Alyssa Milano pediu, através de suas redes sociais, que a hashtag #MeToo fosse utilizada para que as vítimas de assédio sexual se pronunciassem em demonstração de solidariedade às vítimas de Weinstein.